quarta-feira, 26 de julho de 2017

ESTADO INTERMEDIÁRIO, O

ESTADO INTERMEDIÁRIO, O – Este termo não é encontrado nas Escrituras, mas a verdade que ele transmite certamente sim. Refere-se à condição de uma pessoa após a morte, mas antes da ressurreição. O estado intermediário às vezes é referido como o estado "separado", porque na morte as três partes que compõem um ser humano (espírito, alma e corpo) estão separadas (Tiago 2:26). O espírito e a alma ficariam conscientes no Hades – o mundo invisível das pessoas desencarnadas – e o corpo ficaria no túmulo.
Se uma pessoa morre na fé, sendo um crente, ele estaria "despido" no estado intermediário (2 Coríntios 5: 4). Seu espírito e alma estariam "com Cristo" no "paraíso" (Filipenses 1:23, Lucas 24:51; Atos 1:9-10; 3:21; 7:55) enquanto o seu corpo estaria no túmulo, aguardando a ressurreição. Seu espírito e alma estarão em um estado que é "muito melhor" do que qualquer coisa que ele teria experimentado enquanto estava vivo no corpo na Terra (Filipenses 1:23).
As almas e os espíritos daqueles que morreram sem fé também estão no estado intermediário no Hades, mas estão em um estado completamente diferente do que os justos. Estando perdidos, eles "lamentam" em "tormentos" (Lucas 16:23; Jó 14:22; 30:24) e aguardam a ressurreição quando eles terão seu julgamento eterno sentenciado no Julgamento do Grande Trono Branco e então serem lançados no Inferno, "o lago do fogo" (Apocalipse 20:11-15). (Veja o Inferno.)

O estado intermediário é, portanto, uma condição temporária dos mortos. Todos os que morreram estão neste estado separado – tanto os justos como os injustos. Mas eles não permanecerão lá para sempre. Todos serão ressuscitados, mas em momentos diferentes, e assim terão destinos copmpletamente diferentes. (Veja Hades e Ressurreição.)