quarta-feira, 16 de agosto de 2017

MILÊNIO, O

MILÊNIO, O – Esse é um termo que se encontra na versão da Vulgata Latina em Apocalipse 20:4, mas não aparece em outras versões. Refere-se ao reino de Cristo de 1.000 anos, que começará na Sua Aparição. Os profetas de Israel falam desse reino que o Messias estabeleceria (2 Sam. 7:12-16; Salmo 72, Dan, 2:44, etc.). Eles afirmam que ele duraria "para sempre", o que no Antigo Testamento significa "enquanto durar o tempo", ou "até o fim do tempo". Apocalipse 20 afirma que o reino durará 1.000 anos – vindo daí a palavra "Milênio" (Apocalipse 20:4, 6).
Os profetas de Israel descrevem este reino vindouro como tendo condições utópicas incríveis. Algumas das características excepcionais são:
o    O Messias de Israel (o Senhor Jesus Cristo) reinará supremo sobre todo o mundo, não apenas sobre Israel (Salmos 47:7, Zacarias 14:9). As nações dos gentios se ajuntarão e se submeterão a Ele com gozo (Salmo 18:43-44; Zacarias 2:11).
o    Jerusalém será a capital do mundo e o centro religioso da Terra (Isaías 2:2; 62:6-7; Salmo 48; Ez. 5:5; Jeremias 3:17; Salmos 87:1-3).
o    Haverá um governo universal sobre toda a Terra, no qual "justiça" reinará (Salmo 72:1-7, Isaías 9:6-7; 11:4; 16:5; 32:1, 16-18; 61:11).
o    A duração desse reino será para sempre, enquanto houver tempo (2 Sam. 7:12-16; Dan 2:44; 7:14, 44; Salmo 145:13).
o    Israel será estabelecido como a "cabeça" de todas as nações na Terra de acordo com o propósito original de Deus para eles. Eles não estarão mais sob o domínio dos gentios (Deuteronômio 26:18-19; 28:1; Isaías 2:1-5; 60:14; Dan 3:29-30; 7:27; Salmo 18:43 ; Psa. 47:3).
o    Haverá paz mundial. As guerras acabarão (Salmo 46:9; Salmo 72:7; Isaías 2:4; Miq. 4:3; Ose. 2:18; Isa. 60:18; Salmo 147:14).
o    O Senhor fará uma "nova aliança" com Israel sob princípio da graça, onde Ele os abençoará espiritual materialmente (Jeremias 31:31-34).
o    O Espírito Santo será "derramado" sobre Israel e eles farão milagres para ajudar e abençoar o mundo em nome do Senhor (Isaías 44:3, Ezequiel 39:29, Joel 2:28-29).
o    Haverá uma religião mundial – a adoração universal do Senhor Jesus Cristo como Jeová de Israel no contexto do judaísmo, segundo os princípios da graça da "nova aliança". Assim, o Milênio será uma economia onde a Lei e o Sábado serão observados, etc. (Isaías 66:23; Eze. 44:24; 45:17). O Cristianismo e seu modo de aproximação a Deus "em espírito e verdade" (João 4:24; Heb. 10:19-22) não será mais a ordem religiosa daquele dia.
o    A idolatria e toda religião falsa serão abolidas da face da Terra. O Islã, o Hinduísmo, o Budismo, etc., serão tirados para sempre (Isaías 1:28-31; 2:18; Eze. 37:23; Os 14:8; Miq. 5:12-14; Zacarias 13:2-6; 14:9).
o    A própria criação será liberada de sua escravidão e maldição. A Terra cantará (figurativamente falando) e desfrutará o seu Jubileu (Isaías 35:1-2; Salmo 65:13; Zacarias 14:11; Apocalipse 22:3). Compare Romanos 8: 19-22.
o    Os cegos, os surdos, os loucos e os coxos, etc. serão todos curados (Isaías 35:5-6; Salmos 146:8). Não haverá mais doenças e epidemias na Terra - gripe, câncer, etc. Consequentemente, não haverá necessidade de médicos, dentistas, enfermeiros, hospitais, etc. (Isaías 33:24; Salmo 103:3).
o    Homens e mulheres não morrerão de causas naturais, mas viverão tanto quanto a árvore – isso é, por um período de 1.000 anos! (Isa. 65:20, 22)
o    Os instintos selvagens e de caça nos animais serão alterados. "O lobo e o cordeiro" viverão juntos. As crianças brincarão com leões e cobras e não serão feridas (Isaías 11:6-9; 35:9; 65:25; Ez. 34:25).
o    Haverá um novo rio com águas que saram saindo do novo templo que será construído. Ele fluirá para o centro de Jerusalém e se separará em dois braços – um para o Leste, dando no Mar Morto e outro para o Oeste, dando no mar Mediterrâneo. Este rio terá propriedades curativas que irão enriquecer e fertilizar toda a Terra (Eze 47:1-9; Zacarias 14:4, 8; Salmo 65:9-10; Joel 3:18).
o    A agricultura florescerá de uma maneira que não se conheceu desde a queda do homem (Salmo 65:9-13; Salmo 67:6; Salmo 144:13-14; Isaías 27:6; 35:1-2, 7; Joel 2:21-27; 3:18; Amós 9:13-15; Mic. 4:14; Zacarias 3:10). O deserto florescerá como uma rosa (Isaías 35:1-2, 7). Árvores frutíferas produzirão colheitas mensalmente! (Eze. 47:12) As colheitas serão tão grandes que não haverá tempo suficiente para se colherem os frutos dos campos antes que seja hora de semear novamente (Amós 9:13).
o    Resultando de tal abundância, não haverá mais pobreza na Terra (Salmo 132:15, Isaías 41:17; 65:21-23; Salmos 146:7).
o    Todas as nações da Terra serão tributárias de Israel (sob a forma de impostos) e Israel "mamará" da abundância dos gentios e será a nação mais rica da Terra (Isa 60:5-6, 9-11, 16-17; 61:4-5; Salmo 72:10; 10:14-15; Zacarias 14:14). Os gentios terão tanto materialmente que terão prazer em dar uma porção a Israel. Serão felizes em servir Israel – alimentando seus rebanhos, arando seus campos e mantendo suas vinhas (Isaías 14:2; 61:5-6) – enquanto Israel cuidará das coisas do Senhor com Seus Sacerdotes e Ministros, ensinando as nações a viver no reino (Isaías 2:3; 61:6; Miquéias 4:2).
o    A Terra brilhará com a glória do Senhor e o Milênio será um longo dia sem noite (Eze. 43:2; Números 14:21; Hab.2,14; Psa. 72:19). A luz da Sua glória será tão brilhante que a noite não será totalmente escura (Zacarias 14:6-7, Isaías 4:5-6; 30:26; 60:19-20; Rev. 21:23-24).
o    Satanás e seus anjos serão presos no abismo, e os homens na Terra não serão mais perseguidos pelo tentador para fazer o mal (Ap 20:1-3, Isaías 24:21-22).

o    Qualquer crime que vai acontecer pela vontade própria dos homens será tratado na luz da manhã do dia seguinte. Os ofensores serão mortos por um julgamento providencial do Senhor (Salmo 101:7-8, Zacarias 5:1-4). Qualquer um que possa ter vontade de pecar não ousará fazê-lo por medo de julgamento. Assim, o mundo estará virtualmente livre de crime, imoralidade, corrupção espiritual, etc. Como resultado, não haverá necessidade de sistemas de segurança, cofres, fechaduras, etc.